Integrada durante séculos na Filosofia, a Psicologia só se torna uma Ciência independente nos finais do século XIX, quando Wundt funda o primeiro Laboratório de Psicologia Experimental em 1897 (Leipzig, Alemanha). É a partir deste acontecimento que se vão desenvolver, de forma sistemática, as investigações em Psicologia.

A curta história da Psicologia Cientifica é atravessada por paradigmas (sistemas, correntes teóricas) que apresentam diversas concepções, que se reflectem na definição dos objectos, métodos e praticas cientificas diferentes.

Wundt, Pavlov, Watson, Köhler, Freud e Piaget foram os autores que lideraram as principais tendências da Psicologia, desenvolvendo teorias, modelos explicativos, que não só orientaram, em determinado período, as actividades dos investigadores, como marcaram de forma decisiva o desenvolvimento da Psicologia.

     A grande variedade e diversidade de teorias é condição e resultado do desenvolvimento de uma ciência que tem por objecto o ser humano em toda a sua complexidade.